m-bappe

Escândalo: LaLiga pediu anulação do contrato de Mbappé perante a justiça francesa

A liderança da liga espanhola continua em sua cruzada contra o PSG pelo megacontrato que fez com o craque francês.

 
Liga Espanhola de Futebol ( LaLiga ) pediu a anulação do contrato de Kylian Mbappé com o Paris Saint-Germain perante o Tribunal Administrativo (TA) de Paris , segundo a denúncia consultada esta sexta-feira pela AFP.
Este recurso de suspensão aponta também para a validação das contas do clube pela Direção Nacional de Controlo e Gestão Francesa (DNCG) . O recurso de suspensão foi indeferido no mesmo dia por falta de urgência, mas o caso será julgado quanto ao mérito em prazo maior. m-bappe
“Estávamos à espera” , explica à AFP o advogado francês da LaLiga , Juan Branco , acrescentando que “ foi um recurso técnico . – 2023. “Nossas iniciativas no campo francês enfrentam grande resistência, são apenas uma primeira etapa antes de ir para as jurisdições europeias em alguns meses” , acrescentou Branco .
A LaLiga pediu ao TA a “anulação das decisões administrativas” de “aprovação de contrato” de Mbappé pela Liga de Futebol Profissional (LFP) bem como “a rejeição” da DNCG “tomar medidas contra o PSG” , decisão que remonta a 21 de junho de 2021. Segundo Branco , o PSG não respeitou os “critérios e indicadores previstos nos regulamentos da LFP e da DNCG bem como os emitidos pela UEFA” através das regras do fair play financeiro.
Segundo ele, isso “gerou danos significativos e diretos à demandante, a LaLiga”. Ele recrimina o PSG por ter apresentado “saldos contábeis distorcidos, previsões orçamentárias voluntariamente fantasiosas” e por ter “composto o sistema de ‘partes relacionadas’ aplicado com patrocinadores diretamente dependentes da entidade do Catar” , como o escritório de turismo do país.
“Esta situação afeta estruturalmente a possibilidade de concorrência leal e sem distorções no mercado interno da União Europeia (…) e os princípios da equidade desportiva” , explica o advogado. Este é o primeiro passo no caminho da LaLiga e seu advogado contra o PSG , como Juan Branco havia antecipado em 17 de junho em uma entrevista coletiva em Paris , antecipando “procedimentos graduais” contra o PSG .
“A LFP nunca deveria ter validado aquele contrato (de Mbappé, NDLR). A DNCG deveria ter verificado a violação do PSG às regras do fair-play financeiro a nível nacional, mas também a nível europeu”, explicou então. Conheça nosso trabalho, redes sociais a baixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.